• O Vintage vai superar o Fast Fashion?

     

     O Vintage vai superar o Fast Fashion?

     

      

    O Vintage vai superar o Fast Fashion?

     

    < /p>

    FAST FASHION x VINTAGE - como e porque o reinado do fast fashion está acabando e vai ser superado pelo mercado vintage em 9 anos?

     

     

    Nos últimos 10 anos a gente viu as Fast Fashion crescerem absurdamente: gigantes como H&M,  Zara e Forever 21  transformaram o mercado: o objetivo era fazer o consumidor comprar o maior número de roupas, oferecendo as últimas tendências em tempo recorde e com preços incomparáveis aos concorrentes. Funcionou bastante até agora -  esse  modelo está mudando.

    Os consumidores millenials e da geração Z chegaram com novos hábitos: Compra com propósito é o objetivo! Exigindo mais transparência e ética nos produtos que consome. Além disso, essa geração tem uma necessidade de estilo único. Nada que é vendido em escala interessa muito mais. E como isso pode ser feito de uma forma consciente? Bem, aí que o império do vintage começa a reinar! Kardashians e Hadids são exemplos dessa tendência fortíssima e é super comuns vê-las usando Vesaces antigos e bolsas Louis Vuitton que foram sucesso no passado.

     

    f314d3e5-fbd1-4398-9d7e-de085e4e12e5

     

    O que antes era cheio de misticismos, agora é absolutamente cool. Garimpar a própria roupa em brechós e lojas de segunda mão e ter uma peça que só você tem é a nova moda.

    A notícia que circulou ontem nas de que a Forever 21 está entrando com pedido de falência comprova que essa crise no varejo não é passageira. Mas vamos entender como essas mudanças estão acontecendo:

    Quanto mais informações recebemos sobre o processo de produções de roupas das grandes redes de varejo, menos gostosa fica essa comprinha, que parece tão inofensiva. Segundo dados do instituto do Fashion Revolution Brasil (movimento global que incentiva maior transparência, sustentabilidade e ética na indústria da moda), 20% da contaminação das águas vem de tingimento têxtil e só no Brasil são produzidas 170 mil toneladas de resíduos de tecido por ano. “Nós precisamos mudar a forma como consumimos roupas, se não nosso planeta não vai aguentar”, diz Fernanda Simon, Diretora Executiva da Fashion Revolution Brasil (@fash_rev_brasil). E os bafos todos sobre as condições de trabalho dos empregados, que já vieram à tona? Punk!

     

    photo_2019-08-19_13-38-43

     

    Tudo isso faz a gente pensar duas vezes antes da compra. Mas e aí, que a gente faz? Aposenta o cartão de crédito? kkkk

    Segundo um  estudo feito pelo site Thredup, em 10 anos (já já!) as comprar de segunda mão vão ultrapassar as compras de fast fashion em 1,5 vezes!!! Se antes existia um preconceito em comprar roupas de brechó, isso vai ficar no passado. Definitivamente!

    O estudo conta ainda com dados como: 

    - o mercado de revenda, aumentou 25% em um ano e  cresce 9 vezes mais rápido que o os outros

    - 77% dos millenials tem maior responsabilidade nas compras e prefere marcas sustentáveis e peças vintage. Aleluia! Esses jovens são a esperança do nosso mundo sim ou com certeza?

     

    photo_2019-08-19_13-38-38

     

    Tá mais e aí, vou comprar roupa velha mesmo? 

    Lembra que fazer compra em brechó era cheio de estigmas? Quem já não ouviu a amiga falar que “não compra roupa que vem com energia do outro”? Mas eis que as redes sociais chegaram e ajudaram a mudar esse olhar do consumidor

    Bem longe de estarem velhas, “é essencial para convencer pessoas que geralmente não fariam compras em brechós a quebrarem seus preconceitos,  que os produtos passem por um rígido controle de autenticidade e a qualidade, conta Laura Graicar, do Madame Recicla

    E outro exemplo, é o Trash Chic, sucesso há 27 anos - e foi um dos pioneiros a trazer a moda internacional com preço acessível. “É realizada uma higienização criteriosa nas peças e também analise de autenticidade, estado da peça, tecido, modelo e ainda se tem perfil das nossas clientes” contam os sócios Loly Monfort e Joca Benavent

     

    Mas como anda a economia brasileira no setor de reuso?

    E esse mercado também vai super bem por aqui, obrigada! O crescimento, tem deixado os donos de brechó bem animados “Nos últimos anos as vendas aumentaram e quebrou-se o tabu em relação as peças de segunda mão. As pessoas começaram a perceber que não necessariamente as peças de segunda mão são velhas e sem qualidade, diz Victória Linhares, diretora do Etiqueta Única.

    Pois bem, até aqui já te demos bons argumentos para aderir o movimento de compra consciente? Existem várias maneiras sem comprometer sua relação com seu guarda-roupa! Vem ver!

     

    photo_2019-08-19_13-43-51
    photo_2019-08-19_13-38-41

     

    Criatividade

    O limite do cartão de crédito não te permite agora essa compra sustentável? Sem problemas – também é possível ser ecológica and econômica! A publicitária Joanna Moura (@mourajo), fundadora do blog Um Ano sem Zara (https://uasz.com.br), encontrou uma maneira de cortar os gastos extras e contribuir para uma moda mais sustentável ao se desafiar a ficar um ano sem comprar nenhuma peça nova. “Fiquei 365 dias usando minha criatividade para vestir de diferentes maneiras as peças que eu já tinha. Além de me reorganizar financeiramente e ativar minha criatividade, ganhei consciência ambiental”, diz ela, que, ao invés de ter váaarias blusinhas parecidas, se apaixona repetidamente pela mesma. <3 O ato parece pequeno, mas faz uma grande diferença: dobrar a vida útil de uma peça de roupa de um para dois anos reduz em 24% a emissão de carbono ao ano, segundo dados da Fashion Revolution Brasil.

     

    photo_2019-08-19_13-38-40

     

     

     

     

    « Viens, on part au bout du monde !Trainme »
    Partager via Gmail Pin It

  • Commentaires

    8
    Jeudi 12 Septembre 2019 à 13:27

    bonjour Cathy ,bien ton article bonne continuation bisousss

    7
    Jeudi 12 Septembre 2019 à 05:10

    Coucou Cathy ,

    Moi aussi il y a un bon moment que je n'avais de tes nouvelles .

    Merci pour la mode, tant qu'à moi j'aime beaucoup la première avec ces costumes très colorés et le sac à main ainsi que les valises ( grande et petite ) cela me fait penser aux anciennes valises mais plus colorées . Par contre , j'aime beaucoup moins la dernière avec ses grosses manches bouffantes et les rubans attachés , oulala !   non celle-là je n'aime pas du tout mais comme tout est une question de goût ...

    Bonne journée ou soirée selon quand tu me liras ma belle Cathy et porte -toi bien avec tes deux beaux  petits amours.

    Gros bisous

    StellaC

    6
    Mercredi 11 Septembre 2019 à 23:07

    cela fait un bout que je n'avais pas de nouvelle

    contente de t'avoir

    super vêtements ,mais comme toujours

    pas pour tout le monde

     t'embrasse

    Résultat de recherche d'images pour "fleurs"

    5
    Mercredi 11 Septembre 2019 à 12:34

    Coucou, j'aime beaucoup l'imper blanc et les costume veste pantalon et des quatre photos les deux dus bas avec la blouse et le jeans, merci bonne journée bisous

    4
    Mercredi 11 Septembre 2019 à 09:44
    Severine

    Je crois que la mode n'est vraiment pas faite pour moi.

    3
    Mercredi 11 Septembre 2019 à 08:49

    J'ai rien compris au texte mais en regardant les images je m'suis fait une idée de la chose ! lol !

    Bisous et bonne journée

    2
    Mercredi 11 Septembre 2019 à 07:09

    J'aime le vintage dans la déco mais pas trop dans les vêtements ...

    Merci pour ce bel article, ma caty ♥

    " Bon mercredi toujours un peu plus doux.
    Pour ma visite chez l'oncologue, le cancer est sage mais la découverte d'ostéoporose dans une vertèbre explique ma forte déviation de la colonne et mes douleurs dorsales quasi permanentes.
    Tout d'abord, investigations par une prise de sang complète pour en découvrir la provenance et ensuite vérification de toute la charpente osseuse.

    Je vais donc craindre les chutes car si je tombe je me casse comme un pot de fleurs !
    Gros  bisoux ♥  "

     

    1
    Mardi 10 Septembre 2019 à 18:05

    bonne soirée, bisous

    Nadine

    Suivre le flux RSS des commentaires


    Ajouter un commentaire

    Nom / Pseudo :

    E-mail (facultatif) :

    Site Web (facultatif) :

    Commentaire :